História

Mirandiba

Fundação: 1958

Aniversário: 28 de janeiro

Gentílico: mirandibense

População: 15.185 habitantes

Área: 821,676 km²

Um dos primeiros colonizadores da região foi João Barbosa de Barros, morador da fazenda Quixabeira, tendo como vizinhos: Manoel Nunes e Virgílio Alves Cantarelli. O local onde está instalada hoje a cidade foi doada ao patrimônio de São João Batista por um devoto, o senhor João Barbosa de Barros,

Em 1901 chegou ao município de Maniçobal, Elizeu Campos, paraibano de Misericórdia, que em 1906 casou com Ana de Carvalho Campos, filha de João Barbosa de Barros, indo morar no povoado existente na Fazenda Várzea do Tiro, retirando-se dali graças a uma ação de despejo impetrada pelo proprietário da Fazenda contra todos os habitantes do povoado. Na ocasião o Capitão Elizeu Campos convocou a todos para a próxima feira que seria realizada na Fazenda de seu sogro, sob a sombra de um frondoso Trapiá, hoje o cruzamento das Ruas: João Barbosa, Francisco Pires, Tiburtino de Carvalho e Cap. Elizeu Campos.

Em 1915 foi construída a 1º casa de tijolo pelo Cap. Elizeu Campos, e elevada à categoria de vila. O nome Queixada foi dado a vila, em virtude da morte de um selvagem porco Queixada, a poucos metros da vila. Em 1918 em virtude de uma questão entre as famílias Pereira e Carvalho, o Cap. Elizeu Campos retirou-se para o município de Triunfo..

Em 1932 o Cap. Elizeu voltou à vila e com auxílio de populares construiu a Igreja de São João Batista, tendo como vigário o padre Manoel Gomes. A paróquia foi criada a 9 de Junho de 1968. O município foi fundado em 28 de Janeiro de 1958. O atual município de Mirandiba, teve 3 denominações: 1º) Vila Queixada (devido ao porco selvagem morto na ocasião). 2º) São João dos Campos (João em homenagem ao doador e Campos ao fundador) 3º) Mirandiba (Nome indígena que significa PORCO QUEIXADA, nome dado pelo jornalista Mario Melo)

Anualmente, no dia 28 de Janeiro, Mirandiba comemora sua fundação e em 11 de março comemora-se a sua emancipação política.

Desenvolvido por